sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

O caderno de receitas de tia Genny


Tia Genny era uma senhora portuguesa, tia do marido de minha tia avó Beatriz. Não a conheci, mas soube que era uma pessoa muito educada, fina e que cozinhava muito bem.
Por muita sorte seu caderno de receitas, herdado pela minha avó Judith, foi o único dos cadernos antigos a não ter se queimado em um incêndio na casa de meus avós em 2003.

Ele veio parar em minhas mãos meio que por acaso. Uma vez, procurando por um caderno ou livro velho para usar como decoração em uma festa achei esse na prateleira de minha avó. Bem velhinho, páginas amareladas, escrito à tinta, provavelmente ainda com pena... Era perfeito para se passar por um receituário de poções mágicas para uma festa de Halloween!! E foi um sucesso. Depois da festa o guardei e esqueci... Minha avó bem que me perguntou se eu o havia visto!? Livro de receitas de tia Genny? Não vi não, vó... Eu não lembrava realmente. E ela perguntava toda hora, pois queria fazer um tal licor do qual falava sempre. Tinha demorado meses pra encontrar a fava de baunilha! Mas ainda faltava o álcool... E agora também faltava a receita!!

Um dia, mexendo em minhas coisas achei o caderno velho que havia usado na tal festa. Não é que era o livro de receitas de tia Genny?! Resolvi ler e fiquei encantada. Gostei tanto que fiquei com ele emprestado por mais algum tempo, pois minha avó já não podia mais cozinhar. Foi ficando, ficando... E escapou do incêndio que destruiu boa parte de nossas memórias escritas.


O caderno é de 1928, datado na primeira página, da época em que açúcar se escrevia assucar! Uma letra arrumadinha, rebuscada, difícil de entender a princípio. Um caderno com receitas de doces, bolos, pães e biscoitos na sua maioria! Hum... Que delícia! Mais de duzentas receitas e com índice! Dá para perceber que tia Genny era uma pessoa muito organizada, cuidadosa e exigente com suas preparações, pois há várias anotações dizendo: "ok, a da outra página está melhorada", etc.
O caderno tem algumas receitas interessantíssimas e "exatas" como a pérola que está reproduzida abaixo:
“Biscoitos de côco
leite de 1 côco
6 gemas
2 bôas colheres de sopa de manteiga
Assucar quanto adoce e maizena até ficar na consistência de poder enrolar os biscoitos.
No geral faz-se bolinhas redondas. Porém querendo faz-se de qualquer feitio.”

Já testei algumas receita mas faz tempo e isso foi antes de começar a escrever o blog. Pretendo testar outras receitas para postar aqui no Aromas e Sabores em breve (o meu breve pode demorar um pouco!). Aguardem gente!

12 comentários:

  1. Lindo!!! Um tesouro, guarde e use com carinho!!
    Tenha uma otimo final de semana

    ResponderExcluir
  2. Puxa ,Andréa, vc não imagina como valorizo essas preciosidades! É a história que renasce através dessas páginas.
    Parabéns, vc tem uma relíquia.
    Bj e bom fim de semana,
    Lylia

    ResponderExcluir
  3. O da minha avó e da filha dela eram lindos, pois elas ilustravam as receitas com figuras coladas ou desenhos!

    ResponderExcluir
  4. oi flor que delicia ver que vc também tem essa raridades ..eu tenho os da minha mãe que ela me passou...são uma delicadeza não é mesmo?? vou esperar anciosa pela receita
    bjokas sadhia

    ResponderExcluir
  5. Adoro estes livros antigo, com receitas de um pouco farinha, outro tanto de maisena, um punhado de assucar.
    Adorei o post.
    Este biscoitinho de coco é muito bom.
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Andréa,
    Também utilizo com inspiração os cadernos de minha sogra, também portuguesa, não tão organizados mas em muito maior volume.
    É verdade é um tesouro.
    Beijo
    Vânia

    ResponderExcluir
  7. Olá Andréa, que preciosidade vc tem, e quanto capricho da tia Genny.
    Adoro estes livros antigos de receitas, tbm tenho aqui um de minha avó materna e um de minha mãe. O da minha avó está escrito com caneta tinteiro e data de 1950, tenho o maior luxo com ele.
    Tbm espero pelas receitas.
    Bjs e Boa Tarde

    ResponderExcluir
  8. Andréa, fiquei muito feliz ao saber que tem ascendentes portugueses na família. Guarde muito bem esse livrinho pois é um verdadeiro tesouro. Aguardo as receitas. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  9. Esse caderno que vc tem em mãos é uma verdadeira jóia. Reliquias assim são dificeis de se encontrar. Adorei o modo como ela escrevia, e o amor pela cozinha por que acredito que não era nada fácil extrair o leite de coco. E nós ainda reclamamos!! Vou aguardar ansiososamente pelas deliciosas receitas..Bjos ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  10. Andréa,

    Que história linda! Adoro livros, cadernos antigos. Se é de família, então, melhor ainda.

    Parabéns pela preciosidade.

    Um beijo,
    Carla Maicá

    ResponderExcluir
  11. Gente,
    É muito bom mesmo ter uma relíquia como esta, podem deixar que está guardado com muito carinho mesmo!
    Seria muito legal se levássemos cada um o seu caderno antigo para um encontro!! Que tal?

    bjs

    ResponderExcluir

Oba!! Comentários bem temperados são sempre benvindos!

Atenção - como todos os comentários são moderados ele podem demorar para aparecer. Nâo serão publicados aqueles com links ativos ou que visam a propaganda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...