quarta-feira, 25 de março de 2020

Sopa de lentilhas com macarrão e cenoura

Sopa de lentilha


Época de quarentena de Corona vírus é tempo para limpar e organizar os armários e aproveitar aqueles ingredientes encalhados ou "descobertos" pela arrumação.

Achei um pacote quase vazio de lentilhas no fundinho do armário e fiz uma sopa bacana com o que eu tinha em casa que ficou parecendo um minestrone (veja a receita do minstrone aqui).

Passo a receita para vocês abaixo, mas não precisa fazer igual, viu? Use os ingredientes que você tem em casa. Sopas são uma ótima oportunidade para aproveitar aquelas sobras que estão na geladeira.

O macarrão que eu usei havia sobrado já cozido do almoço, mas era uma porção muito pequena para uma refeição. Sopa nele!

Ao final da receita dou várias dicas de substituição.


Ingredientes

2/3 de xícara de lentilhas (aproximadamente) - deixada de molho por pelo menos 4 horas
1 cebola pequena picadinha
3 dentes de alho picados
2 colheres de sopa de óleo
1 colher de sopa de molho de tomate (ou meia de extrato)
1/2 pau de canela (opcional)
1/2 colher de chá de orégano (ou ervas secas a gosto)
1 litro de caldo de frango caseiro (ou outro caldo ou água)
1 cenoura cortada em cubos
1/2 xícara de macarrão já cozido (formato a gosto)
1 colher de sopa de salsinha picada

Como fazer

Escorra as lentilhas e descarte a água.

Refogue a cebola e alho no óleo até que a cebola fique transparente.

Adicione o molho de tomates, o pau de canela, o orégano, o caldo e as lentilhas. Deixe cozinhar em fogo baixo até que as lentilhas fiquem cozidas. Prove para ver se estão macias.

Junte a cenoura e cozinhe um pouco mais até que elas estejam macia ao dente.

Junte o macarrão, e a salsinha. Deixe ferver outra vez, prove o sal e ajuste a gosto.

Prontinha!


Dicas/Substituições

Use os legumes que tiver em casa, uma variedade ou mais se desejar: chuchu, abobrinha, abóbora, batatas, etc. Ou use espinafre, bertalha ou outra folha.
O macarrão pode ser omitido, mas fica bom, viu?.
O tempero fica a gosto! Eu teria colocado uma folha de louro, mas não tinha em casa. Adoro canela com lentilha, mas sei que pode ser exótico para a maioria das pessoas, então use se quiser variar.
Tem sobrinhas de carne ou de frango já prontos? Combinam muito bem com essa sopa, pique ou desfie e adicione junto com o macarrão.
Bacon e linguiça (e outras carnes de feijão) são parentes inseparáveis dos grãos e podem ser usados à gosto. Neste acaso aconselho picar e refogar junto com o alho e cebola no começo da preparação.

Se você não achou um pacote de lentilha perdido aí faça a sopa com feijão que também dá certo!




terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Aromas e Sabores do México - nieves sorvete mexicano

Sorvetes mexicanos - nieves


Quando fui ao México ano passado eu nem desconfiava que descobriria um tipo de sorvete diferente, mas ao mesmo tempo tão familiar para mim. Minha avó fazia sorvetes assim quando jovem e eu cresci ouvindo suas histórias, "a gente tinha um cilindro de metal onde colocávamos um suco e em volta colocávamos sal e gelo e ficávamos girando, girando até o sorvete ficar pronto. Revezávamos porque os braços doíam" .

Quando era pequena eu desconfiava muito daquele método incrivelmente arcaico, mas quando cresci descobri que para fazer sorvete, e uma criança feliz, não é preciso muito.


Sorvetes mexicanos - nieves


As nieves são vendidas por todo canto no México. Nas ruas, em estradas, nos mercados e até mesmo em "nieverias" claro! Essas com sabores mais elaborados e valores bem mais altos.

Acima fotos são de uma pequena nieveria na Cidade do México. Em comparação com o carrinho improvisado da foto abaixo que vagava por um dos mercados onde fui não é muito diferente.

O barril de madeira, o cilindro de metal e panos ou plásticos para manter o frio estão quase sempre presentes.


Sorvetes mexicanos - nieves


A foto abaixo foi da primeira primeira visão dessa maravilha! E foi assim mesmo, longe e tremida pelo chacoalhar da van onde eu estava em uma excursão e borrada pelo desespero de não poder parar, provar e nem mesmo de poder entender melhor o que estava acontecendo dentro desses barris coloridos.

Mas sorvete eu encontro pelo faro. Não conheci essa de perto mas encontrei muitas outras e dali em diante tomei nieve quase todos os dias.


nieveria em estrada mexico


Abaixo uma nieveria dentro do mercado de Oaxaca, passagem diária obrigatória enquanto estivemos na cidade.


nieveria oaxaca


Os sabores tradicionais são de limão, tuna (que é uma fruta de cactus, não é atum), nozes que eu amei, goiaba, entre outros.

É um sorvete bem leve, de gosto suave, na maioria das vezes um sorvet, feito sem leite. Dá para tomar baldes disso.

Ele é feito geralmente na sua frente e fica ali enquanto durar.


Sorvetes mexicanos - nieves


Assista aos pequenos vídeos seguintes! O primeiro mostra uma vendedora girando a nieve. Ela me contou que gira por pelo menos mais de uma hora cada cilindro.

E no vídeo seguinte tem um rapaz raspando a casca de limão em uma cuia especial para fazer sua nieve. Foi o barulhinho desse utensílio diferente que me chamou a atenção. Eu só conhecia até então os raladores de metal.










terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Palha italiana de Oreo



A palha italiana é um doce bem simples de fazer e ótimo para vender e arrecadar uma graninha extra. Eu mesma quando tenho tempo faço uma leva e ofereço aos amigos (e inimigos também! rs).

Essa versão faz sucesso entre os pequenos e é feita com brigadeiro branco e biscoito Oreo no lugar do biscoito Maizena.


Ingredientes

1 lata de leite condensado
50 g de chocolate branco picado
150 g de biscoito Oreo - esmigalhado com as mãos
Açúcar o quento baste para passar

Como fazer

Leve o leite condensado ao fogo baixo com o chocolate branco. Mexa bem até que começar a borbulhar.

Continue mexendo até chegar no ponto de brigadeiro mole, em torno de 10 a 12 minutos. O doce deve estar com mais brilho e soltar do fundo da panela. Desligue o fogo.

Junte os biscoitos esmigalhados na panela e mexa para misturar.

Forre uma assadeira quadrada ou retangular pequena com filme plástico e polvilhe com açúcar.

Despeje o doce por cima do açúcar e espalhe bem para que fique no formato quadrado ou retangular uniforme.

Deixe o doce esfriar completamente.

Retire a palha da assadeira, retire o plástico e corte o doce em quadrados do tamanho desejado.

Passe o doce pelo açúcar.

Se for comercializar embale em saquinhos transparentes ou coloque em caixinhas plásticas!


Dicas/Substituições

O chocolate branco valoriza o doce, mas pode ser substituído por manteiga.



quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Salada de quinoa com grão de bico e frango

Salada de quinoa


Já estava com saudades de postar receitas aqui no blog. Tenho trabalhado muito por isso não tenho cozinhado nada, o fogão está com poeira, minha geladeira anda vazia e a despensa também!

Essa foto foi de uma salada bacana, leve, saudável e sem glúten que fiz faz um tempo e não havia postado.

A receita foi feita de improviso para levar para a casa de uma amiga. Usei os ingredientes que tinha em casa (no tempo em que ainda tinha alguma coisa!), e foi muito bem aprovada, viu?


Ingredientes

200 g de quinoa - cozida ao dente com sal e uma folha de louro
1 lata de grão-de-bico cozido - escorrida
1 xícara de peito de frango cozido e desfiado (ou peito de frango em tiras refogado)
2 tomates picados
1 cebola pequena picadinha bem fina
3 colheres de sopa de salsa fresca picadinha
1 dente de alho bem amassado
1/4 de xícara de azeite - ou o quanto baste
1 colher de sopa de suco de limão
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Como fazer

Como a maioria das salada, essa também é muito fácil de fazer: é só misturar bem todos os ingredientes.

Tempere com sal e pimenta a gosto ao final.


Salada de quinoa com frango


Dicas/Substituições

Eu usei filé de peito de frango refogado em tiras porque é o que eu tinha em casa.

É claro que você também pode cozinhar seu grão de bico. Não precisa ser de lata.

Acrescente outros legumes, queijos ou frios em cubos ou temperos a gosto.

Para uma salada vegana -  substitua o frango por legumes em cubos e cozidos a gosto: cenoura, vagem, abóbora, etc, ou até mesmo milho ou ervilha em lata. Cogumelos refogados também ficam ótimos!



terça-feira, 15 de outubro de 2019

Pratos mexicanos feitos com tortilla - Aromas e Sabores do México

tacos de carnitas


É impossível passar pelo México sem cruzar com uma variedade imensa de pratos feitos com tortillas. Os tacaos são os mais famosos, mas a tortilla vai muito mais além.

A massa feita de milho ou de trigo é moldada em vários formatos, espessuras e tamanhos e recebem recheios ou coberturas diferentes. Podem ser fritas, assadas no tamal (grelha), podem estar ensopadas de molho ou mais sequinhos. A cada variação pode ou não mudar o nome do prato. Se mudar de cidade ou estado o nome também pode ser outro. Confuso? Sim! Mas o nome é o que menos importa, o importante é descobrir novos Aromas e Sabores e experimentar!

Eu e minha companheira de viagem experimentamos o máximo de comida diferente que encontramos e que conseguimos comer. E eu fui fotografando os pratos com tortilla, que me intrigaram e me confundiram e continuaram a aparecer até o último dia de viagem. Reuni todos aqui para mostrar a vocês.

Bora conhecer?


Taco ao pastor


Os tacos são os mais famosos, aparecem em quase todas as esquinas na Cidade do México, são uma comida de rua típica e querida de locais e turistas.

Fizemos até um tour de tacos para experimentar vários em uma só noite.

O taco que eu mais gosto é feito como na foto abaixo, parece um shawarma mas não é. Chama-se taco ao pastor. A carne de porco é marinada em especiarias e envolvida em uma tortilla junto com um pedaço de abacaxi, cebola e coentro. Combinação perfeita.

Comi vários desses em lugares diferentes.


Tacos ao pastor


Abaixo os tacos mais interessantes de todos e o mais desconhecido: o taco de canasta. Canasta significa cesta e é onde os tacos são finalizados. As pequenas tortilhas já recheadas são colocadas em um cesto grande onde terminam de cozinhar no vapor do caldo e gordura quentes que são despejados por cima antes do cesto ser fechado com plástico ou tecidos.


Tacos de canastra


Os tacos de canasta são muito baratos, é um café da manhã muito comum no México e podem ser encontrados na rua com vendedores ambulantes. Também vimos uma lanchonete no metrô que vendia, mas preferimos os mais autênticos.

Os recheios mais comuns são batata, feijão ou torresmo e foram os que provamos, os da foto abaixo cobertos com salsa picante que ajudou a nos despertar. A melhor hora para comer estes tacos é de manhã cedo quando estão fresquinhos e ainda muito quentes.


Tacos de canastra


Os chilaquilles não me chamaram tanto a atenção, parecem de certa maneira com uma lasanha. São pedaços de tortilla fritas entremeadas de molho, carnes ou legumes, queijo e mais molho para finalizar.

Chilaquiles


Abaixo uma vendedora de Oaxaca de empanada de amarillo. São tortillas recheadas de frango ao molho amarelo (mole amarillo). Essas vendedoras ficavam na porta do mercado com seus quitutes arrumados em uma cesta.

Não provei! De tanto vê-los fiquei deixando para depois e o depois ficou para uma próxima visita.


empanadas de oaxaca


Abaixo quesadillas fritas de flor de abobrinha com queijo. Uma das melhores que eu comi. queijo sedoso, flor bem refogada e salgadinha em contraste com a tortilla crocante.


quesdillas fritas


As enchilladas são muito comuns em restaurantes e também são muito populares fora do México. Nada mais são do que panquecas enroladas com recheio e cobertura. A grande diferença é o tempero e a dose de pimenta que pode ser alta.


Enchilladas de frango


As enchilladas acima de frango e espinafre do restaurante Café de Tacuba estavam divinas e muitos suaves na pimenta. Comemos no café da manhã.

Abaixo a enchillada feita em uma das aulas que tive, de frango e coberta generosamente com mole negro (molho de especiarias e pimenta negra)


Enchilladas de mole negro


Os panuchos são pequenas tortillas fritas abertas e sem recheio, se parecem muito com nossos discos de pastéis. Por cima a cobertura de frango desfiado, pasta de feijão, repolho, queijo e salsa.


Panuchos


As quesadillas são encontradas em qualquer mercado ou esquinas, são tortillas abertas na hora e sobradas ao meio como pastéis. Como o nome sugere, elas levam queijo na sua maioria. O recheio mais comum refogado ali na frente do cliente é a flor de abobrinha com queijo ou cogumelos com queijo. O chicharron (o nome é de torresmo, mas é na verdade uma espécie de massa de carne) também é muito presente.


quesadilla no mercado de abastos


Meu passatempo favorito na viagem era parar e assistir um vendedor ambulante preparando as comidas na rua ou nos mercados! Uma aula e tanto!


quesadilla no mercado de abastos


Abaixo o detalhe da quesadilla que comi.


quesadilla de flor de abobrinha


Abaixo mais uma quesadilla, essa de cor azul, feita de milho negro com recheio de cogumelos com pasta de feijão e queijo. Foi servida aberta em uma praça de Puebla. Só dei uma mordiscada cheia de raiva por meu estômago não ser maior!


quesadilla servida aberta


Outra quesadilla com queijo e cogumelos em um mercado na Cidade do México. Boa demais!


quesadilla azul de cogumelos


Abaixo a mais exótica de todas, a quesadilla frita com "huitlacoche", o fungo que dá no milho. Eu já havia provado o ingredientes anos atrás e apesar da aparência pouco apetitosa ele tem um gosto bom de cogumelos. Recomendo.


quesadilla frita de huitlacoche


As quesadillas fritas sendo feitas abaixo.


quesadilla frita de huitlacoche


E a rainha da comida de rua do México, D. Maria trabalha no mesmo ponto faz 50 anos! Faz sua própria massa para as tortillas com milho negro e prepara quesadillas, gorditas(essa tortilla da frente mais gorda) e outros quitutes na hora.


qusadillas da d. Maria


Os sopes são pequenas tortillas que ao serem moldadas são beliscadas na extremidades com as pontas dos dedos para formar uma barreira em sua volta. A vantagem em ter bordas mais altas é segurar o recheio. Tive o prazer de aprender a fazer em uma outra aula que tive.

Ao olhar alguns cardápios pensamos que sopes pudessem ser sopas! Cuidado.


Sopes mexicanos


Ao contrário das sopes, as tlayudas são gigantes e se assemelham a pizzas. são discos grandes e secos de tortillas que levam todo tipo de cobertura.


Tlayuda


As massas são vendidas já prontas nos mercados da cidade de Oaxaca em stands e por muitos ambulantes.


Tayluda


No lugar no molho de tomates entra a pasta de feijão preto. Por cima legumes, frango, queijo, abacate e até um bife inteiro se você quiser.

A que escolhi comer era vegetariana com cogumelos e flor de abobrinha. O ingrediente de cor branca que parece frango desfiado é o famoso queijo de Oaxaca.


Tayluda de cogumelos


Abaixo os tlacoyos, moldados à mão em formato oval, levam recheio por dentro da massa e cobertura por fora.

O tempero desta moça estava sensacional.


tlacoyos


Abaixo os favoritos, cobertos com cactus refogado e queijo.

Sim, o cactus é um alimento muito consumido no México. É um pouco ácido e pode ter baba como o quiabo, mas é bem saboroso.


tlacoyos de cactus


Abaixo a outra opção de sabor de tlacoyos, cobertos com queijo gratinado.


tlacoyo


Detalhe do recheio de pasta de feijão.


tlacoyos de cactus


Abaixo apresento o molote! Uma tortilla recheada e frita. Bem saborosa, mas pingando gordura. Por cima não pode faltar a salsa.


molote


Esse molote foi o último prato feito com tortilla que comi no México, na cidade de Puebla.

Veja o cardápio da lanchonete abaixo. Não tínhamos ideia do que era molote, mas pedimos assim mesmo.

As flautas, que não comi, são enroladas como uma panqueca, fritas e recheadas.

Cemitas são sanduíches. Pelonas e jarochita vou ter que descobrir em uma próxima visita.
.

cardápio mexicano em puebla


Existem muito mais pratos feitos com tortillas que não tive a oportunidade de provar, uma viagem ao México é muito pouco para conhecer todos os seus Aromas e Sabores. Mas já dá para você ter uma ideia de como são variados, não é? Já comeu algum outro prato que não foi mostrado aqui? Comente abaixo.


quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Aromas e Sabores do México - pimentas secas

Pimentas secas no México


Já mostrei em postagem anterior as pimentas frescas que encontrei em minha viagem gastronômica ao México.

Agora trago as pimentas secas, abundantes, carnudas, cheirosas e com cara de inocente!

Como as pimentas frescas, elas também são vendidas em quantidade imensa, são quilos e quilos em sacos, formando montanhas ou cascatas como na foto abaixo.

Essas pimentas têm uma grande vantagem sobre as frescas. O turista pode comprar e trazer um pedacinho do México para casa. Eu cheguei a comprar caixas plásticas para armazenar e conseguir que ela chegassem intactas.


Pimentas secas em mercado no México


Ficou hipnotizado pelas pimentas como eu? Uma loucura gente!

Um estrangeiro com certeza fica perdido, sem saber qual chile comprar e onde comprar.

Aprendi algumas dicas: escolher as pimentas mais brilhosas, carnudas e que dobrem sem quebrar. Essas de modo geral são mais frescas. Mas cuidado, algumas variedades pequenas e redondas não dobra, claro!

Você também pode ser guiar pelo valor caso na mesma loja haja pimentas iguais com valores diferentes, as pimentas também têm categorias de qualidade. Manchas e furos também são indicativos de qualidade inferior.

E a última dica é ir onde o povo está comprando, se grudar com um local, ver o que ele está comprando e também perguntar se tiver a oportunidade. 


Pimentas secas em mercado no México


Abaixo uma maneira diferente de vender, essas pimentas estão comprimidas em uma pilha grande.


Em algumas lojas e mercados as pimentas não têm nem nome, mas em outras elas têm plaquinhas. Foi em uma dessas lojas que aproveitei para tirar fotos, assim posso saber o que foi que comprei. 


Chile Chilhuacle negro México


Olhe só que lindas! Há pimentas secas vermelhas, amarelas ou pretas. As pretas costumam ter um sabor mais forte, mais caramelizado, com mais sabor de frutas secas.

Como as pimentas fresca, há dezenas de variedades. Algumas picam muito outras nem tanto.


Chiles secos mexicanos


Acima há pimentas mais raras, encontradas com mais dificuldade.


Chiles secos mexicanos


O chile ancho é a pimenta chile poblano seca. É minha favorita porque a picância é leve e o sabor bem equilibrado. Mas só descobri indo ao México que há a variedade vermelha e a negra.

O chilehuacle negro é o ingrediente principal do famoso mole negro de Oaxaca, um ensopado de molho espesso e escuro devido à cor dessa pimenta. Não foi o meu mole favorito.


Chiles secos mexicanos


Há pimentas pequeninas e outras imensas. São vendidas "com pata" ou "sem pata", ou seja, com o cabinho ou sem o cabinho. Sem o cabinho facilita muito ao fazer os pratos já que o cabinho deve ser retirado nas preparações.


Chiles secos mexicanos chiltepec


A retiradas das sementes fica a critério do cozinheiro, com as sementes elas ardem mais.


Chiles secos mexicanos


Chiles secos mexicanos chiltepec


Chiles secos mexicanos


O chile morita acima é o jalapeño vermelho quando seco. Normalmente é também defumado.

Sim, as pimentas mexicanas mudam de nome depois de secas. E mudam também de sabor e modo de preparo.

Com certeza não é agradável comer m chile seco puro no seu estado natural como você podeira comer um jalapeño. Eles são normalmente reidratados e incluídos em molhos ou pratos com líquido.


Chile de arbol mexicano


O chile de arbol é dos chiles mais comuns e baratos, é usado em vários tipos de salsa.


Chile mexicano seco


Os conteños são duros e brilhosos, esses não dá para dobrar.


Pimenta mexicana seca


O chipotle também é o jalapeño seco e defumado, mas no geral é feito a partir do chile jalapeño verde.


Chipotle vermelho seco


Gostou? Tem muito mais pimentas por lá gente! Impossível ver tudo em uma visita.

Fiz uma experiência bem bacana que comprei no Airbnb sobre pimentas com degustação de pratos com pimenta. Recomendo!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...