terça-feira, 3 de julho de 2012

Sementes de papoula - especiaria do mês de julho

Sementes de papoula


Papaver somniferum – Família: Papaveraceae
 

As sementes de papoula são provenientes da mesma planta que dá origem ao ópio, à heroína e à morfina, mas elas não são alucinógenas e são produzidas de forma muito diferente que as drogas.

As sementes são encontradas dentro do bulbo da papoula. As plantas são colhidas, as cápsulas são cortadas quando amadurecem para retirar as sementes que são então secas antes de serem comercializadas. 

A maioria dos produtores desnaturam suas sementes com tratamento térmico ou radiação para que não possam germinar. Estéreis elas são mais fáceis de serem comercializadas, já que são proibidas em muitos países. Essa é a desculpa que tenho na ponta da língua quando chego de viagem com minhas amiguinhas na bagagem, mas nunca precisei usar...

Existem dois tipos de se sementes: as sementes azuis da foto, essas que conhecemos que são de origem européia. E as brancas, mais raras, que são comuns na Índia e no Oriente médio. Sobre essas últimas vou falar em breve e separadamente.

As sementes são muito pequenas e leves, quando são derrubadas no chão se esparramam sem dó e é quase impossível recuperá-las. Cuidado gente! 

O maior produtor mundial das sementes é a Holanda, e suas sementes são geralmente mais caras por serem consideradas de excelente qualidade.

Aqui no Brasil é artigo raro e caro que andou sumido do mercado e taxado de "proibido". Leia mais sobre o assunto no ótimo artigo do blog Prato Fundo.

Apesar de não causarem nenhum barato a quem as come sua ingestão em grande quantidade pode fazer com que comilões fracassem em exames anti-doping. Por isso, na dúvida, eu não serviria pãozinho de papoula em buffets para atletas. Vocês já viram o quanto alguns atletas comem?!


Utilização na gastronomia/Culinária

As sements azuis são mais comumente usadas em padaria e confeitaria conferindo textura, cor e um sabor amendoado a bolos, biscoitos, pães, etc...

Eu adoro no muffin de limão, a receita será publicada em breve.

Elas podem ser tanto polvilhadas por cima da massa como incorporadas na massa ou recheio.

Experimente colocá-las em massa para panquecas, crepes e waffles.

No oriente a pasta feita com as sementes trituradas é usada como recheio para doces variados, incluindo folhados e rocamboles.

Em pratos salgados fazem bonito em saladas e molhos.

Como todas as sementes oleosas, elas combinam com carboidratos, experimente colocá-las em purê de batatas ou em prato de massa.

Dão um toque especial a legumes cozidos e podem ser adicionada a preparações com carne, peixe ou frango.

Combinam bem com cebolas e queijo em tortas e quiches.

Seu sabor é intensificado, se tostadas ou assadas.

Existe também o óleo de semente de papoula, que pode ser fabricado para uso culinário ou como óleo para para pinturas. Ainda não consegui o meu vidrinho!


Como moer

As sementes de papoula podem ser usadas inteiras ou esmagadas/trituradas para uma melhor extração do sabor.

São tão difíceis de moer que existe um moedor feito especialmente para elas. Que chique! Na falta dele, toste-as um pouco antes de tentar moer.

Para transformá-las em pasta em casa é necessário deixá-las de molho em água quente para depois triturar no processador.


Como armazenar

As sementes rancificam com facilidade pelo seu alto teor de gordura. Podem ser armazenadas em refrigeração ou congeladas.

Gosto de guardar as minhas azuis na geladeira e as brancas congeladas para durarem ainda mais tempo. Aqui em casa é assim: quanto mais difícil de obter a especiaria melhor acondicionada ela fica.

7 comentários:

  1. Não conhecia em preparos. Mas adorei conhecer um pouco mais sobre essas sementes. São ótimas e super versáteis.

    ResponderExcluir
  2. Oi, é possível comprar estas sementes aqui no Rio?

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto muito em especial em bolos :)

    ResponderExcluir
  4. Oi Andréa,

    Obrigado pela referência! :D

    ResponderExcluir
  5. Onde comprar sementes de papoula?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei, faz tempo que não vejo... Tente uma dessas lojas aqui:

      http://www.blogsdeculinaria.com/search/label/Onde%20comprar%20especiarias

      abçs

      Excluir
  6. Guardo a minha papoula em um vidro fechado a uns dois anos e fui esperimentar agora pra fazer um bolo e achei que tinha um leve amargor será que ela não está boa, ou é assim mesmo?

    ResponderExcluir

Oba!! Comentários bem temperados são sempre benvindos!

Atenção - como todos os comentários são moderados ele podem demorar para aparecer. Nâo serão publicados aqueles com links ativos ou que visam a propaganda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...